terça-feira, 4 de agosto de 2009

Quando se deixa de amar?

Faz algum tempo - quase uma mão cheia de anos pra ser exata - que eu não tenho um relacionamento sério. Relacionamento sério = namoro, não aqueles casinhos fulminantes de três meses ou que duram até a outra parte dizer que o problema não sou eu e sim ele.

Mesmo não sendo sérios, eu acabei me entregando e amando todos eles, mesmo que por pouco tempo. Aquariano é um bicho muito passional e obsessivo as vezes. E uma perguntinha me veio a cabeça: Qdo se deixa de amar ?

Por muito tempo eu fui histericamente apaixonada pelo pai da minha filha. Amor de se jogar na frente do trem mesmo. Ele se casa no fim da semana. Pela segunda vez. E eu não senti nada ao saber da notícia. Até tentei esboçar alguma reação, mas nada veio. Qdo eu deixei de amar essa pessoa ? Pra onde foi tudo aquilo ? É assustador pensar que ele passou, o amor sumiu, num passe de mágica ...

No começo desse ano, fui passar o Réveillon na praia com amigos. Entre eles estava o homem da revista, o segundo grande amor da minha vida. Descobri uns meses antes de ir que ele estava saindo com uma das minhas melhores amigas e que estaria com ela na praia também. Quando encontrei os dois juntos, não senti absolutamente nada. Nenhuma ponta de ciúmes, nenhuma ponta de frustração. Nada de nada. E qdo foi que eu deixei de amar ? Será que a decepção por ele estar com uma pessoa conhecida foi tão grande que todas as lembranças e sentimentos bons que eu tinha sumiram como num passe de mágica ?

E o moço do olho colorido então !!! Em menos de três semanas, já tinha esquecido o telefone dele. Tanto que qdo me ligou no dia do meu aniversário eu não reconheci a voz da pessoa. E foi embaraçoso para os dois lados, pq eu tentei adivinhar quem era e não acertei em nenhuma das 10 vezes. E quando eu deixei de amar ? Qdo senti preguiça de mostrar que ele estava errado em não querer compromisso nenhum, como num passe de mágica ?

E acredita que outro dia me disseram que deixar de amar dói?
Pior: dói nos dois - em quem deixa de amar e em quem deixa de ser amado.

Ainda bem que tenho uma varinha de condão inconsciente que não me deixa sentir essa dor, como num passe de mágica.

5 comentários:

J.R disse...

Boa questão!!!

O lance do telefone aconteceu comigo tbm....

Ela: Oi tudo bem?
EU: oi....quem é?
Ela: não lembra de mim?
Eu: (sem graça)...hm..ta ruim a ligação....

Fogo né??

Bela questão...vou estudar a respeitoo.

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Oi Balzaca,

Tudo bom? Obrigada pela visita e pelo comentário. Bacana o seu blog, viu? Troquemos figurinhas.

Beijão,

Bela - A Divorciada

Luciana Santos Silva disse...

Muito bom esse post. Pena que nem todo mundo é assim, Cami! Tem gente que não esquece e gruda que nem carrapato. Sofre e nao se permite viver uma vida nova e nem ao outro.
Bjs, saudades!

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Balzaca!

Fiz um post muito parecido em abril, meses antes de me separar, me questionando justamente isso!!

E hoje, olhando para trás, vejo que eu já sabia, mas não queria ver mesmo...

eis o post

http://3xtrinta.blogspot.com/2009/04/como-gente-sabe-quando-acaba.html

bjs!

Deb

A balzaca disse...

Lu, saudades master !
Vc tem razão, nem todo mundo é assim ... Nem eu era assim ! Me dei conta essa semana! Acho que meu coração congelou rs